segunda-feira, 9 de maio de 2011

O plano de governo do PSD estará bem?

No ano 2000 a Alemanha tinha défice comercial. Para equilibrar as contas desceu em 15% (ver fig.1) os custos do trabalho passando a ter um excedente comercial de 7%. O caminho dos PIGS terá que ser o mesmo
A Grécia foi o primeiro país a pedir ajuda e será o primeiro país a entrar em bancarrota e abandonar o Euro. Não que o queira fazer mas a isso será obrigada por não implementar as politicas necessárias para corrigir o défice corrente (ver, falência hard-core).
Assim que a Grécia sair da Zona Euro, não dou 1 mês para que Portugal e Irlanda saiam também.

A redução da TSU - Taxa Social Única

Eu pensava que, para corrigir a nossa situação, seria suficiente cortar os salários em 15% mas provavelmente têm que descer mais. Os dados estão na Proposta de Orçamento 2011, p.29, onde é apresentada a comparação entre a evolução do custo do trabalho nos PIGS e na Alemanha.
 
Fig. 1 - Os PIGS, para corrigir os erros dos últimos 10 anos, precisam descer os salários em 22.5%

Interessante notar como os nossos caminhos são semelhantes. A Espanha e a Irlanda, desde 2008, estão a corrigir o caminho mas nós e os gregos vamos ficando na mesma (no curral dos porcos).
O problema é que subir salários, reformas e subsídios é fácil mas desce-los é muito complicado.
O PSD já identificou que os salários (e pensões) têm que descer mas não o pode dizer senão o Sócrates ganha com maioria absoluta.
Anunciar que vai fazer isso pela diminuição da TSU em 4% dos salários das empresas exportadoras contrabalançado pelo IVA é um princípio mas bastante insuficiente. 
Por isso, funciona como um aviso que, posteriormente, pode ser anunciado um reforço (i.e., os tais cortes de salário).
Mas 4% não é nada.
Na Grécia andam com a mesma conversa, tudo em luta contra moinhos de vento, mas quando entrarem em bancarrota é que vamos ver como é cortar à bruta.

E o que propõe o PS?
Continua no Bota a Baixo. Não só não reconhece que errou como continua a dizer que vai continuar no mesmo caminho. Não sei o que diz que vai fazer mas anuncia que não fará nada que o PSD quer fazer. 
Faz-me lembrar quando, em diálogo com a Ferreira Leite, dizia que não aumentava os impostos. Já ninguém se lembra.
Recordo aqueles países de leste em que os produtos básicos tinham um preço irrisório porque eram fundamentais para a sobrevivência. O resultado era não haver nada disso à venda.
Que interessa termos salários elevados se vamos todos parar ao desemprego?
E não haverá subsídio porque não há dinheiro.
Quando a grécia abandonar a Zona Euro, estarão reunidas as condições para anunciar ao país que precisamos cortar os salários nos tais 22,5%.
Até lá, é preciso ser demagógico o quanto baste e prometer, se necessário, o Céu. 

Pedro Cosme Costa Vieira

0 comentários:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best Hostgator Coupon Code