sexta-feira, 28 de novembro de 2014

O Costa, o Investimento público, as cheias de Lisboa

O António Costa fala muito em investimento público.

Prega ele do alto da varanda da Câmara de Lisboa, retirando esse sermão dos manuais keyneseanos, que o investimento público induz crescimento económico, emprego e mesmo aumento da receita fiscal.
Assim o prega mas não o faz.
Afinal, prefere reduzir o IMI e o IRS do eu eleitorado a fazer investimento público em infraestruturas fundamentais para a cidade.
Mas essa é a "política de austeridade" do Passos Coelho!
Menos investimento público, menos despesa pública para poder haver menos impostos.
Afinal o Costa é tão troikista como o Passos Coelho.
Fig. 1 - Óh Seguro, tens que fazer o papel de polícia mau, dizes mal e prometes desfazer tudo o que o Passos fizer para, depois, eu aparecer a fazer o papel do polícia bom e ganharmos isto para o PS.
Mas voltemos a Lisboa.
O "agregado", seja ele o Estado, a Autarquia ou uma empresa privada mandatada pelo agregado, tem que fazer as coisas que o particulares não podem fazer. E uma dessas coisas é o sistema de drenagem das água pluviais.
Nós não podemos resolver o problema da água que cai no telhado na nossa casa nem no passeio em frente a ela porque, para isso, precisaríamos de um cano que fosse desde a nossa porta até ao rio mais próximo. Isto obrigaria a passá-lo por terrenos de muitas outras pessoas.
Também não é eficiente que o façamos porque a capacidade da canalização tem "economias de escala", aumenta mais que ao quadrado com o aumento do diâmetro da tubaria. Quer isto dizer que um tubo com 2,00 m de diâmetro, leva 5 vezes mais água que um tubo com 1,00 m de diâmetro.
Quantos tubos são necessário para drenar a água de Lisboa?
Lisboa está a ter mais do que uma cheia por ano. Se olharmos para os caudais de cheia passados (da Área Metropolitana de Lisboa - Norte), a cheia de 50 anos tem um caudal que é 8x o caudal de cheia de 1 ano.
Fig. 2 - Caudal de cheia na AML-Norte (Deste estudo, Quadro 28, Leal, Miguel H A., 2011) . 

É um perigo Lisboa estar a ter mais do que uma inundação cada ano.
Isto é muito perigoso porque se há o azar mais do que certo de, um dia, acontecer aquela cheia que só se vê uma vez a cada 50 anos, a cidade vai ficar gravemente destruida.
As cheias que existem todos os anos são um aviso sério para o que pode vir ai.
Havendo mais que uma cheia por ano, os dados indicam que a capacidade do sistema de esgoto das águas pluviais de Lisboa tem que ser multiplicado por 10.

Porque será que o Costa não faz este investimento público?
Se é tão a favor o investimento público; e, de facto, causa aumento do emprego e da receita fiscal; sendo que há necessidade disso, era de avançar imediatamente.
Eu penso que é ele saber que tudo isso que diz é mentira e por serem obras que, estando enterradas,  não dão votos.
Além do mais, quando vêm as cheias, culpa o São Pedro pela chuva e o "Governo Central" por "não fazer investimento" e o seu eleitorado come como bom.
Mas a chuva está aí, toda a gente sabe que todos os anos ela cai do Céu e que, de vez em quando, chove muito mais. O Passos Coelho, coitado, não lhe compete fazer o sistema de esgotos das terreolas por esse país fora porque ela pediram autonomia.

Fig. 3 - Inaugurar esgotos não dá votos nem "convergência à esquerda"

O que tem que ser feito.
Não eixa de ser interessante que o Costa queira municipalizar os transportes públicos que não falta que possa fazer e se abestenha de fazer o saneamento das águas pluviais.
Naturalmente, que iso tem que ser feito pelo município, tem que haver um aumento muito significativo da capacidade das condutas.
A cidade de Lisboa tem que cobrar o IRS, IMI no máximo e ainda taxas e taxinhas sobre os esgotos e outras coisas para poder pagar estas infra-estruturas e deixar-se de só meter flores e foguetes onde o eleitorado passa.

Fig. 4 - Isto acontece repetidamente nas Avenidas!

Falando só um bocadinho do Sócrates.
Eu acredito que o Sócrates desviou muito dinheiro.
Não só desviou milhões como a uma governação ruinosa estragou milhares de milhões.
Mas foi possível que esse dinheiro todo fosse desviado e esse prejuizo todo causado porque temos um Estado que se mete em tudo.

Interessante.
O António Costa referei-se ao Sócrates como "o Eng. José Sócrates" quando prometeu que, sendo ele a mandar no PS, as pessoas do PS tornariam-se a tratar por "camaradas".

Mas não é sobre isso que quero meditar.
É que eu não acredito que exista o risco de, agora que está longe do poder, o Sócrates continuar a praticar crimes desses.
Também não acredito que exista o risco de fuga e, se ele fugisse, ele é Demasiado vaidoso para tal. E, até seria óptimo se ele fugisse porque nem nos chateava mais nem gastava dinheiro dos impostos lá na cadeia.
E também não acredito que fosse agora destruir provas porque, penso eu, para estar preso é porque já existem provas suficientes para, futuramente, o condenar. Não quero acreditar que se prenda uma pessoa para "ver no que dá, pode ser que a gente venha a encontrar provas".
Então, o famoso tribunal impoluto que julga os grande crimes mente.
E não fica bem o tribunal que se diz defensor da lei e dos bons costumes mentir tão descaradamente.
E como souberam os jornalistas de que o Sócrates ia ser preso no aeroporto? É que, desta vez, não há a esculpa dos "senhores advogados" porque o "arguido" não tinha advogado constituido pelo que quem violou o segredo de justiça foi o tribunal.

É um perigo.
As cheias de Lisboa são um perigo.
Um primeiro-ministro, directores do SEF e de outras coisas serem corruptos é um perigo.
Um tribunal que é o garante da legalidade mentir e cometer ilegalidades é um perigo.
Dar boleia as mulheres bonitas é um perigo.

Fig. 5 - Dar boleia a esta mulher é mais perigoso do que dar boleia à mala do Sócrates.

Pedro Cosme Vieira

2 comentários:

Antonio Cristovao disse...

Não me parece bem o que escreve sobre o segredo de justiça, quando Socrates recebeu em Paris o seu advogado porque sabia que ia ser preso.
Se o seu motorista tinha sido preso, o seu amigo tambem e as buscas em casa foram feitas que pensaria um jornalista de investigação? Certamente não estaria a espera dum convite em papel couché do juiz.Não façamos dos leitores tolos só porque a cronica fica mais melhor.

jorge gaspar disse...

Professor Pedro, já viu que o Costa foi o primeiro a condenar o Sócrates?
Isto é tudo uma grande cabala, mas na hora da verdade, dos Socráticos só está lá ele e aquele vendedor de meias.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best Hostgator Coupon Code