terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Rui Rio: a eleição do alvo!

OK, houve o congresso do PSD e eu não disse nada. 
Já se sabia que o Rui Rio ia ser eleito e a comunicação social transmitiu que a ideia de que ia ser eleito como dirigente do PPD/PSD. Mas não podia estar mais errada.
O Rio foi eleito para alvo, para a "oposição" poder onde fazer tiro ao alvo.
Adivinhando-se uma pesada derrota em 2019, muito mais pesada que a vitória do Passos Coelho de 2015, foi a oportunidade perfeita para arranjar um cristo e crucificá-lo, não numa sexta-feira à tarde, mas ao longo de 18 meses para não haver qualquer hipóteses de, em 2020 ou 2030, alguém vir dizer "o bicho não está na sepultura, se calhar ressuscitou".
Claro que esses que estavam desaparecidos e que agora aparecem, como o Capucho, vão dizer "Mas o Rio foi um super herói, foi o único que teve a coragem de aparecer quando a derrota era certa".
Certo, é isso que acontece aos heróis, travam batalhas impossíveis, levam um tiro entre os cornos e fazem-lhes uma romagem anual à campa.

Fig.1 - O Rui Rio vai ficar, para a posteridade, no meio da galeria dos super heróis.

O PPD/PSD/PS-B.
Será que o PS+BE+PCP+PEV estão a destruir o nosso querido país?
Não.
Será que estamos sob crise grave, guerra ou ameaça de consequências catastróficas?
Não.
Haverá alguma reforma estrutural inadiável, importante para o país, com o desacordo dos esquerdistas e que a geringonça queira fazer nos próximos 18 meses (e para a qual precise do apoio do PPD/PSD)?
Não.
Será que alguma vez o António Costa disse que era preciso um consenso com o PSD?
Não.
Então, porque diabo é que o Rio faz da sua "política de oposição" querer fazer consensos com o PS?
Parece-me que o Rio quer transformar o PPD/PSD num sucedâneo do PS.
à moda do futebol em que os grandes criam as equipas B que jogam na Segunda Liga, o Rio quer transformar o partido do Sá Carneiro, Cavaco Silva, Passos Coelho no PS-B que vai jogar na liga dos partidecos, BE, PC e CDS, a ver quem há-de fazer coligação com o Costa.

O PSD deixou de ser um partido da oposição.
Tem havida algum comentário do PSD às políticas, evolução conjuntural, problemas levantados na comunicação social sobre seja o que for?
Não.
Vou dar um pequeno exemplo.
Em 2016, a geringonça prometeu que em 2017 a receita pública (impostos e contribuições para a SS) em percentagem do PIB iria diminuir não sei quantos pontos percentuais.
Acontece que, veio a execução orçamental de 2017, não só não diminuiu como aumentou (mesmo que muito ligeiramente, de 42,14% para 42,20%).
O PSD veio dizer alguma coisa?
Não.

Vamos ao passado ver o futuro.
Todos pensavam que o Cavaco Silva, o Guterres ou o Sócrates nunca mais de lá sairiam.
Durante esse tempo, os líderes da oposição estavam lá só a encher balões.
O certo é que acabaram por acabar.
Também o António costa, não vejo que mais alguma vez saia de lá.
O certo é que vai acabar por sair mas não será no tempo do Rui Rio.

Guerras que não levam a lado nenhum que não seja à derrota.
O Rio pensa que o PSD é a Câmara do Porto mas é completamente diferente.
Quando foi eleito Presidente da Câmara o seu objectivo era gerir a Câmara.
Quando foi eleito Presidente do Partido o seu objectivo não é gerir o PSD mas, dali, conquistar o lugar de Primeiro Ministro.
Com as guerras que iniciou, até pode "limpar o partido" mas não é isso que interessa.
Devia ter seguido o exemplo do Sérgio Conceição: é preciso valorizar o que temos dentro de casa pois é com eles que temos que ir a jogo todas as semanas e, no final, ganhar o campeonato.
Mas o Sérgio Conceição é muito mais inteligente do que o Rui Rio e, por isso, é que tem um ordenado de 71429€/mês mais prémios chorudos enquanto que o líder do PSD parece que vai receber 4668€/mês dos cofres do PSD.

Fig. 2 - D. Rio - diz Sancho Pança - está a fazer guerra a esses moinhos que são dos nossos!
- Mas eu quero fazer guerra e os moinhos do Costa metem-me medo - diz D. Rio.

1 comentários:

Silva disse...


"porque diabo é que o Rio faz da sua "política de oposição" querer fazer consensos com o PS?"

Caro PCV

Obviamente já todos percebemos que RR é mais um socialista miserável.
E como socialista já está a meter os socialistas da sua confiança nos postos principais do partido e já foi ao beija-mão do António Costa.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best Hostgator Coupon Code