quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Uma barragem de regularização

Imaginem o seguinte exercício.

Vamos imaginar que o caudal médio de entrada na Barragem do Alto Dão é de 250 l/s que são 7,9 hm3/ano.
Qual terá que ser sua capacidade de armazenamento da barragem para conseguir descarregar sempre o mesmo caudal?

Vou ter que pegar em dados sobre a precipitação e a evaporação.
 Fui ao site do clima buscar uns dados sobre temperatura e precipitação em Viseu que será representativo do que se vai passar na bacia hidrográfica da Barragem do Alto Dão.

Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
Temp. mínima (°C) 3,3 3,7 6,0 7,5 9,6 12,9 14,7 14,8 13,3 10,1 6,4 3,8
Temp. média (°C) 7,o 7,9 10,3 12,4 14,6 18,6 21,1 21,2 19,0 14,8 10,2 7,3
Temp. máxima (°C) 10,7 12,2 14,6 17,3 19,6 24,4 27,5 27,7 24,7 19,6 14,1 10,9
Chuva (mm) 176 164 115 102 83 51 12 14 54 114 160 140

Do quadro calculo que o total de chuva anual é 1185 mm, e vi noutro sítio qualquer que, em Viseu, a evapotranspiração total é 794 mm. Assim, de cada metro quadrado de bacia hidrográfica, sobram  391 litros que são escoados pelo Rio Dão. 
Isto que dizer que a bacia hidrográfica terá uma área de 20,2km2 (que compara com os 400 km2 da Barragem de Fragilde).
A evapotranspiração também se mede numa estação meteorológica. Mas como não encontro os dados, dividi o total pelos meses tendo em atenção a temperatura média (para fins ilustrativos). Naturalmente, nos meses mais quentes, a evaporação é maior.
Com estes dados, consegui dimensional o volume da albufeira.

mm/m2 Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
Chuva 176 164 115 102 83 51 12 14 54 114 160 140
Evapo-transpiração 59 67 88 107 127 162 185 186 166 129 88 62
Saldo hídrico 117 97 27 0 0 0 0 0 0 0 72 78
Caudal de saída 32,6 32,6 32,6 32,6 32,6 32,6 32,6 32,6 32,6 32,6 32,6 32,6
Albufeira 170 234 228 196 163 130 98 65 33 0 40 85
Percentagem 43% 60% 58% 50% 42% 33% 25% 17% 8% 0% 10% 22%
Albufeira (Hm3)  3,4 4,7 4,6 3,9 3,3 2,6 2,0 1,3 0,7 0,0 0,8 1,7

 Em termos médio perfeitos, a albufeira terá que ser capaz de armazenar 60% do caudal médio anual, um total de 4,7 hm3.
1 hm3 são 1 000 000 m3 

Mas há os anos de seca.
Seria necessário considerar um folga para os anos com precipitação abaixo da média.
Sendo assim, se a albufeira da Barragem do Alto Dão tiver uma capacidade de 6,5 hm3, 80% do caudal médio anual, fica com uma almofada de segurança de 1,8 hm3.
Não é possível garantir um caudal constante a 100% pelo que, mesmo com 120% de capacidade, será necessário fazer pequenos ajustamentos julho, agosto, setembro, outubro e novembro em função do nível da albufeira para não haver rupturas que são mais prováveis nos meses de setembro e outubro. 

E os custos de fazer a barragem?
Com esta pequena barragem, nunca mais haverá seca em Viseu nem interrupção do caudal ecológico e o custo da sua construção fica bem abaixo dos 10 milhões de euros.

A nova barragem também pode ser na Ribeira de Coja, na Ribeira do Carapito ou no Rio de Ludares.
E fica garantida água para a praia de Mangualde

4 comentários:

Lura do Grilo disse...

Acho que a chuva acumulada deve ser da ordem de 820 mm e não 1150 como estima.

Silva disse...


Caro PCV

Qual é o "défice tarifário" do consumo da água?

Económico-Financeiro disse...

Estimado Silva,
Produzir "água potável" é muito barato (um litro de lixívia, que no Continente custa 0,20€/l, dá para tratar 20000 litros de água) mas "interesses" multiplicam muitas vezes o que poderia ser o custo de produção.
Diz o observador que o défice tarifário da água é, em média, 12% o que dá mais de 100 milhões € por ano.
E ainda há os "custos de saneamento" que é outra comedoria.
Um abraço,

Económico-Financeiro disse...

Estimada Lura,
Na bacia do Mondego, em termos médios, a água escorrida é 391 litros/m2, 33% do que cai do Céu.
Cumprimentos,

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best Hostgator Coupon Code