sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Será que o Passos Coelho vai cair?

Hoje é o primeiro dia do resto da legislatura.

O PCP tem em cima da mesa um projecto de Lei em que são repostos integralmente os funcionários públicos cortados no governo PS do José Sócrates, coisa que o actual PS de Costa, seu parceiro de geringonça de governação, já anunciou que vai votar contra.
Se o PSD votar a favor a proposta de Lei do PCP, esta passa o que colocará problemas ao governo do Costa, demonstrando a instabilidade da geringonça.
O que será que vai fazer o Passos Coelho?

O que fazemos no Presente, tem influência no Passado.
Quando eu digo isto aos meus alunos, estes ficam confundidos, discutindo acaloradamente que isso não pode ser. É impossível que o que fazemos hoje tenha alguma influência no que fizemos no Passado porque isso já é passado.
Mas a Ciência Económica precisa como pão para o boca de que isto seja verdade.
Na discussão que levou ao derrube do XX Governo Constitucional, este "facto científico" esteve em discussão e o Costa apenas avançou para o derrube porque acreditou que isso não é verdade.

O que pensou o António Costa.
O CDS quer cortar 100,
O PSD quer cortar 80,
O BE, PCP e demais querem cortar 0.
Então se eu, Costa, apesar de ter perdido as eleições e não ter feito acordo com o PSD, se propuser cortar 70, os meus parceiros da coligação (BE, PCP e demais) vão votar contra mas o PSD vai votar a favor pois a alternativa é zero, muito pior.
Depois, os BE, PCP,... vão votar a favor do corte dos 70 porque a alternativa é "o governo da direita".

O que disse o Passos Coelho.
Nem pense nisso Sr. Costa.
Mesmo que o PS proponha cortar 80, nós votaremos contra.
E se o PCP propuser cortar zero, à revelia do PS, nós votaremos a favor.
Como nós vamos fazer assim, a sua geringonça governativa não tem qualquer viabilidade.
O Costa não acreditou na ameaça e avançou. Deu por escrito ao Cavaco garantias de estabilidade governativa porque acreditou que o PSD iria viabilizar as propostas do seu governo.

Hoje, chegamos ao Futuro.
Se o PSD votar contra a proposta do PC (ou se abstiver), a ameaça cai por terra e a previsão do Costa concretiza-se.
A partir de hoje, o PSD ficará refém do Costa cujo governo terá todas as condições para se transformar numa coligação de bloco central mas com o PS a malhar no PSD.
O futuro será o CDS+PCP+BE+ ... a votar contra o governo (46 votos), o PS a votar a favor (86 votos) e o PSD a abster-se (89 votos).
Passos, tens que mostrar coragem e votar sempre contra o PS e a favor das propostas de Lei do PCP que forem contra o PS pois, caso contrário, vais durar pouco tempo à frente do PSD.
Diz-te quem teu amigo é, o Rio já, esta semana, mostrou as garras.

Esta semana estive na farmácia.
A Cátia lá estava, mais magra, ainda mais jeitosa mas não é sobre isso que eu vou falar.
Eu fui lá comprar Sertopic e estava lá uma senhora que queria falar pelo que atacou logo com "Isso é para os fungos, é para os pés, eu apanhei isso no chinês, comprei lá uns sapatos, foi disso, apanhei os fungos no chinês!"
- Bem - disse eu - não apanhou isso no chinês mas sim nos pés. Mas no meu caso não é para os meus pés é para a minha ..., para a comichão ..., como é que hei-de dizer isto ... é para a minha ... mãe.
Muito me tenho rido com esta confusão de linguagem.
E a Cátia só se ria.


Pedro Cosme Vieira

2 comentários:

Rodolfo disse...

Não é isso que vai acontecer. A direita vota a favor da austeridade do PS, e portanto o PS não precisa dos votos da extrema-esquerda...

Luis Velho disse...

Com o problema do Banif talvez já não seja assim tão interessante o Passos deitar o Costa abaixo.
Num tema não relacionado e se me permite fazer a pergunta, o que acha que pode ser o impacto dos novos rockets Space X reutilizáveis na economia do espaço, e se existe o potencial para finalmente o espaço ter interesse económico.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best Hostgator Coupon Code